Acerca do sofrimento.

“Dor é inevitável, sofrimento é opcional.”

Não há escolha acerca da dor, mas do sofrimento em torno dela. Dentro do cotidiano não há comparação entre prazer e dor diária. O desconforto é constante e é isso que faz tanta gente viver com a cabeça em um terceiro plano de consciência enevoado de pura inércia. A fuga da dor, da dor de suar, andar, do calor, do frio, do emprego, da comida que necessita ser mastigada para descer em sua goela e etc.

As pessoas vivem, constantemente, procurando tanto prazer que sofrem mais do que deveriam com a dor que passam. Dor não é só a dor física, mas até o desconforto é doloroso.

Na academia há liberação de endorfinas, nem sempre é um bom exemplo, mas eu compararia com um trabalho árduo e extenuante que você precisa realizar para botar comida na mesa porque é sua única opção pois ninguém vai te ajudar, nem mesmo sua família. A dor é contínua, mas há maneiras de superá-la através do fortalecimento do caráter e da edificação do raciocínio em prol de superar dificuldades. Esta constante consciência da dor e de enfrentá-la é o que estou falando.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s