Acerca da depressão e da tristeza

Houve no MR um confrade que estava extremamente abatido e eu dei meus dois cents de contribuição. Quero deixar aqui para gerar pensamentos a muitos que vem para a Real com problemas de auto-estima ou insatisfação com a vida. A Real não adianta se você não se amar, não querer se cuidar, não ter BRIO. Isto tudo é necessário, senão a vida vai continuar sem sentido como você, que agora está deprimido, acha que é. Você está deprimido principalmente por dois fatores: falta de amor próprio (não confundir com egocentrismo) e QUERER ver um mundo diferente da sua realidade.

Não adianta querer viver uma vida de filme, forçar a barra, querer que todos os dias que você trabalhe você fique feliz e satisfeito porque NÃO VAI. A vida tem seus altos e baixos e o que permite você chegar em casa satisfeito consigo mesmo e disposto a chutar bundas todos os dias é a resistência em aguentar sofrimento e dor em detrimento de uma meta específica. E qual seria esta meta?

VOCÊ CHEGAR EM UM LUGAR QUE VOCÊ NÃO ESTÁ HOJE E SER ALGUÉM MELHOR DO QUE VOCÊ É ATUALMENTE.

 

Esta deve ser sua meta PRINCIPAL, depois você coloca suas metas como ter um carro, viajar para os EUA, ser CEO da empresa, etc. Importante frisar que lugar não é algo somente GEOGRÁFICO, mas algo quase simbólico, onírico.

Vou colocar as respostas que o confrade Sombra_Ghost deram para mim e as contra-respostas. Se o mesmo não quiser, por favor pode entrar em contato pelo meu email (aazoth@zoho.com) que eu efetuarei a exclusão dos mesmos, só estou deixando aqui para fins didáticos e sem procurar benefício próprio, somente deixar o texto mais fidedigno possível. Também quero frizar que não sou contra o cara que trabalha no que não gosta porque precisa botar comida dentro de casa, pagar as contas e etc, porque não sou leite com pêra nem vivo em um mundo cor de rosa, só quero salientar nos meus textos essa falta de nexo em viver sob os parâmetros ALHEIOS e ficar comparando vossas vidas com a de OUTREM, com pensamentos como “ah, mas para ter sucesso devo ter carro X”, “mas para eu ser um realista que cumpriu a Real devo ser o chefe da empresa por mais que eu odeie isso ou não tenha capacidade de liderança, o que importa é que eu ESTEJA lá a qualquer custo”, porque considero isso uma regressão existencial para manter uma imagem que só servirá para agradar aqueles que nem se importam ou não gostam de você.


Está insatisfeito com a vida e deprimido.

Como o confrade Raphael disse, nem sempre é frescura. Eu sugiro outro approach: mude de vida.

Se tem medo de passar fome ou dificuldades, o que tem a perder? Vá viajar, tente mudar de emprego, de área, saia agora do que te faz mal. Não é romantismo: sua vida é uma só, se valorize, porra!

Vire catador de tomates no Sul, estivador em Santos, treinador de Muay thai em qualquer buraco, barman, trabalhe em uma academia e só peça comida e moradia. Se vire, lute para se sentir bem. Um monte de gente aqui no fórum fala sobre desenvolvimento e caem sempre no aspecto financeiro, concursos, carros, casas, tudo para conquistar marmitas, para mostrarem que cresceram, que mudaram, sério, se estiver preocupado com isso, desencane: você está depressivo com seu estilo de vida e o importante é estar bem consigo mesmo. MAIS IMPORTANTE QUE CARRO NA GARAGEM, VADIA NA SUA CAMA E TAPA NAS COSTAS DE PASPALHOS.

Não se bote para baixo, se você divulga um produto mal, quem vai querer comprar? Se nem o vendedor acredita no produto, quem vai acreditar?

Se olhe no espelho todos os dias quando acordar de manhã e veja que você tem saúde e isso é a única coisa que mesmo com muito dinheiro não se consegue ter. Tenha uma vida que vale a pena e te que faça bem, não definhe nas obrigações e titãs que você mesmo criou.

Não se mate lentamente, cara.

 
Sombra_Ghost escreveu:

Azoth escreveu:. Um monte de gente aqui no fórum fala sobre desenvolvimento e caem sempre no aspecto financeiro, concursos, carros, casas, tudo para conquistar marmitas, para mostrarem que cresceram, que mudaram, sério, se estiver preocupado com isso, desencane: você está depressivo com seu estilo de vida e o importante é estar bem consigo mesmo. MAIS IMPORTANTE QUE CARRO NA GARAGEM, VADIA NA SUA CAMA E TAPA NAS COSTAS DE PASPALHOS.

Suas dicas foram até boas… mas acredito que o principal complicador é o que destaquei. É ruim pra cacete você passar meses na seca e tem cara que não consegue encarar um puteiro.

Pode perceber isso. Perceba no mode agir daquele seu amigo feio que não pega ninguém e ainda diz que não vai puteiro, a autoestima dele é lá embaixo, quando uma mulher fala com ele, ele nem sabe agir… enfim.

Por mais que se fale aqui que não temos que ter mulher como prioridade, pois desanda tudo e de fato é verdade, isso influencia pra cacete, o cara que sempre tem uma marmita na reserva o modo de se expressar é diferente percebe-se uma tranquilidade maior, em regra, para interagir, quando o cara resolve se frustrar de vez com as mulheres, ele só se torna mais deprimido e como uma bola de neve cada vez mais as pessoas se afastam, e ninguém fará nada pelo sujeito, só ele poderá mudar isso, essa é a Real.

Este é o maior problema que os homens atuais enfrentam: colocam a buceta a posto de prêmio no sentido de melhorar auto-estima.

É bom pra caralho e realmente levanta a estima e etc, mas como recomendar tal fato para um cara que está deprimido? E, mesmo assim, qual mulher vai dar loucamente para um cara desses? Só se for muito belo fisicamente, no quesito estético.

Sempre tentaram me passar este negócio que você está bem quando tem mulher no meio e o que eu aprendi foi: se preocupe com seus feitos e elas vem. Simplesmente vêm. Pode sentar e sorrir com cara de vencedor no primeiro bar que aparecer e pode ir pegar uma vadia naquela noite, pois acredite: vai ter.

Temos que nos preocuparmos em marcarmos nosso nome na história, seja dos nossos entes queridos e amigos, seja no mundo. Grandes feitos, e não digo sobre somente os dias e noites perdidos para comprar um Sonata, mas aqueles dias e noites que você lutou para erguer quem você É. Porque isto não tiram de você, consegue me entender?

O que o confrade precisa é erguer seu castelo moral e construir sua vida. Também acho que seja testosterona baixa, mas, antes de pegar sol, levantar peso, etc, tenha a violência, a ferocidade de sair do seu estado e MUDAR. Porque não adianta nada caixas de DURATESTON no rabo se todo o ambiente corrobora para sua aromatização a níveis épicos.

No mais, vou enfatizar NOVAMENTE: se não atrai buceta, ainda és um bosta em alguma coisa e o principal que eu vejo é a MENTE dos caras. Marginalzinho, vagabundo, traficante e gari toda noite tem mulher, às vezes mais top que aquela que alguns ficam aqui gastando 30 min no Pardoo. Já houveram dezenas de artigos da Real sobre isso e a galera ainda não aprende: simplesmente os caras estão POUCO SE FODENDO. Vão lá e pegam. Nada de ler livro, artigo, vídeo do YT, simplesmente vivem a vida e lidam com as coisas (seja um fora, seja uma bronca do chefe) da melhor forma possível, sempre afirmando mentalmente que aquilo não vão mudarem que são. Isso se chama RESILIÊNCIA.

Em vez de recomendar o confrade perder tempo no tronco ou nos galhos do problema, vamos nos ater à RAIZ: pare de se sentir um bosta, lute contra tudo que o faz sentir assim, lute pelo que te faz sentir bem, veja o processo de confiança crescer e colha seus frutos.

 
Sombra_Ghost escreveu:Frisando o contrário… a tranquilidade de ter uma buceta à sua disposição pode causar um efeito totalmente contrário e dopante, o comodismo.Percebam que aqueles sujeitos que trabalham em trabalhos de merda e parecem estar de bem com a vida e nem mencionam a possibilidade de ascender na função, trabalham como um escravo e estão sempre de bom humor, são caras geralmente casados com uma baranga gorda e mais de três filhos, ele passa a encarar uma vida de merda e aceitar aquela realidade com prendimento total em razão de estar confortado por uma buceta gorda e que berra no ouvido dele, funciona como um crack, e a vida dele passa só nisso.Já o cara solteiro sem vadias disponíveis, sempre estará insatisfeito com o trabalho de merda, a cada dia aquilo ali vai se tornando mais insuportável, passa-se a acumular uma energia ruim…

Os negativos transformarão essa energia em amargura, depressão, raiva… os pró-ativos transformarão essa energia ruim em combustível para mudar, mas na prática é bem difícil, somos imediatistas, queremos carro, casa, mulheres a nossa disposição num estalar de dedo, achar o oásis sem enfrentar o deserto, emfim.

O primeiro passo é aceitar que só nós podemos fazer algo por nós mesmos, não adianta esperar compaixão de ninguém.

Trabalho de merda PARA VOCÊ. Se os caras estão de bem com a vida, qual o problema?

Como dizem, gente feliz não enche o saco e nem todo mundo nasceu para ser herói. É simplesmente a vida sendo vida.

Se todos ficarem felizes com o que SÃO (e isso vai além do seu cargo), duvido que os homens seriam tão bostas como hoje. O que mais vejo é garoto de 20 anos querendo já ser vice-presidente ou gerente da empresa. Ralar que é bom? Nada.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Acerca da depressão e da tristeza

  1. Azoth, aproveitando que em outro post eu lhe recomendei o livro Antifrágil, de Nassim Taleb, vou recomendar outro aqui, que apoia em muito as ideias deste post: Flow, de Mihaly Csikszentmihalyi.

    A premissa básica do mesmo é que só alcançamos a felicidade real através da luta, da batalha em coisas que exijam nosso esforço, seja uma partida de xadrez, um escalamento de montanhas, ou coisas do gênero. Considero este um dos livros que irão muito me influenciar em meu desenvolvimento (li ele ainda em 2015), apesar de que eu já houvera superado minha depressão.

    Ps.: Relato sobre a depressão aqui: https://nuvemdegiz.wordpress.com/2014/09/18/como-eu-superei-uma-depressao/

    • Você me parece um cara bem engajado com desenvolvimento pessoal. Vamos manter contato, podemos trabalhar juntos – eu já saí dessa, você também, resta garantir que outros sairão com menos sequelas possíveis – é assim que geramos valor na sociedade e esta é a finalidade deste blog.

      Ficarei antenado no seu blog e quando eu tiver tempo entrarei diretamente em contato para batermos um papo certamente profícuo.

      Abraço e continue participando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s